Pátio dos Artistas - "O Soldadinho de Chumbo"

 "The Tin Soldier" 

O Soldadinho de Chumbo


O 2º Musical, escrito e encenado por Margarida Alberty

Auditório Eunice Muñoz, Oeiras, 16 e 17 de maio de 2009

Na foto: Vera Alves e Carlos Pinillos, Bailarinos da Companhia Nacional de Bailado - Bailarinos convidados para o espectáculo.

 “O SOLDADINHO DE CHUMBO”


Esta história de amor escrita por Hans Christian Andersen em 1858, todos sabem, mas não é demais relembrar! Todas as histórias de amor são intemporais. O amor é um estandarte para erguer em todos os tempos e através de todos os séculos, e nada melhor para o eternizar como a escrita, e neste caso, a força da Arte que é e sempre será o Teatro. O amor é mais forte que a nossa própria vontade, eternizar pois, esta tão saborosa palavra amor!

Agora vejam esta história posta em cena no Auditório Eunice Muñoz pela Dra. Margarida Alberty, já tão conhecida pelo seu mérito como professora e directora da sua própria escola, Margarida’s School, que consegue transpor todas as barreiras do imaginário, com as cores do guarda-roupa, os temas músicais, que foram maravilhosos, o inglês perfeito etc. Senti-me transportada a uma boa peça encenada em Londres, e cito: por um bom encenador. Sem nunca deixar de vista o próprio original, todos os passos foram dados com cuidado, interesse e muito empenho. Não foi difícil ter notado tudo isto. Amadores? Até que ponto? Amadores com tanta técnica!

Não quero alongar-me, pois muito mais haveria para ser dito. 

E ainda, o Bailado interpretado pela bailarina Vera Alves que foi excelente, simplesmente espectacular. Desculpem a comparação, mas foi como, depois de um excelente repasto, uma sublime sobremesa!


Muito obrigada, PARABÉNS, Margarida Alberty!

Marie Gomes Mota

Clique nas imagens para aumentar. 

 “The Tin Soldier” foi um maravilhoso musical, no qual eu tive o prazer de participar, e que marcou a minha vida para sempre! Agora, cerca de um ano depois, não sou capaz de ver o filme ou as fotos sem acabar a chorar!

Que saudades!
Nem tudo foi bom, mas a maior parte foi inesquecível! Todo aquele trabalho e até o cansaço valeram a pena, e sinto-me eternamente grata por ter  tido aquela oportunidade!
Ainda me lembro do primeiro ensaio que tive com os outros participantes. Foi na Margarida’s School e eles estavam todos em “casa”. Estavam todos num ambiente que já conheciam. Eu não! Foi a primeira vez que entrei ali (a 1ª de muitas), a primeira vez que vi aquele lugar e aquelas pessoas… não gostei muito! Não contei a ninguém, mas no primeiro contacto que tive com tudo aquilo, não tive bem a certeza se queria lá voltar…voltei na 5ª feira seguinte, não desisti, e desde esse dia nunca mais consegui largar aquele sítio, aquelas pessoas…! Todos os dias pensava em como seria bom voltar lá na semana seguinte! Cada dia era melhor do que o anterior! À medida que as semanas iam passando e a história se ia formando, eu tinha mais a certeza que era ali que eu queria estar! Comecei a ensaiar uma pequena dança na caixinha de música (o início do espectáculo) e, quando dei por mim, já estava a ensaiar a coreografia final! Passou a correr, mas eu adorei sentir que o espectáculo ia crescendo, e que a história ia ficando cada vez mais completa!  
ADOREI TUDO!
Não posso deixar de referir a pessoa que fez com que tudo isto fosse possível. Margarida Alberty é uma mulher impressionante, que sempre acreditou no meu trabalho. Que nunca duvidou do que eu conseguiria fazer. Nem mesmo quando eu chegava ao ensaio com as coreografias por fazer, nem mesmo quando eu me esquecia delas a meio ela deixou de confiar em mim! Ela sempre compreendeu os motivos e foi sempre tolerante comigo. Obrigada! Nem os meus pais, que também foram muito importantes. Mais importantes que qualquer outra pessoa. Foram eles que sempre me ajudaram a continuar quando o cansaço falava mais alto. Foram eles que sempre me apoiaram em tudo! Desde os fatos, aos ensaios… Eles até se tornaram “críticos de dança”, para me ajudarem nas coreografias! Obrigada.
Nem uma amiga! 

    Este espectáculo marcou a minha vida!
    Obrigada! 


Patricia Estanislau Vieira - 3 de Setembro de 2010

Patrícia, personagem principal, 

Aluna da Escola de Dança do Conservatório Nacional

 Liebe Margarida,

Parabens zu der tollen Aufführung! An Ihnen ist ein Theaterregisseur und Choreograph verloren gegangen. 

Besonders beeindruckt war ich von der hohen Qualität der Gesamtdarbietung, insbesondere den  liebevoll gestalteten Bauten, Requisiten und Kostüme, der hohen Qualität der Tanz- und Gesangsdarbietungen und wie sehr sich alle Kleinen und Großen zusammen erfolgreich angestrengt haben, etwas Einmaliges auf die Bühne zu bringen. Und das dann alles auch noch in Englisch! Klasse!

Herzliche Grüße und alles Gute!

 

Dr. Roland Clauß
Schulleiter / Director da Escola Alemã de Lisboa

Ficha Técnica

Encenação, Direcção Artística : Margarida Alberty

Assistentes de Encenação: Teresa Palmeirim, Joana Poejo

Confecção de Figurinos: Ilda Santos

Cenários: Alunos da Escola de Artes & Teatro da Margarida’s School

Assistentes: Bethan Davis, Sofia Palma, Rute Magalhães

Sonoplastia e Iluminação: Equipa do Auditório Eunice Muñoz

Design dos bilhetes, certificados e programa: Margarida Alberty, Rute Magalhães


CONVIDADOS:

Cascais Dance Academy

Escola de Dança Nilma Matias

Orquestra Orff Artemanhas

Escola de Dança do Conservatório Nacional